Consórcio para as Leguminosas

Legucon.

O projeto LeguCON assenta no desenvolvimento dum consórcio único e inexistente em Portugal, promotor do aumento de produção de leguminosas no país, com uma vertente participativa e interativa entre ciência e cidadania.

Consórcio para as Leguminosas

Legucon.

Ciência Participativa?

Ao contrário daquilo que é geralmente pensado, a ciência não é só para a comunidade científica! As experiências científicas são tão mais ricas quanto a intervenção dos cidadãos e dos grupos-alvo direta ou indiretamente impactados pelos resultados das experiências.

Assim, o projeto LeguCon contará com a participação de 6 explorações agrícolas que serão os nossos pontos estratégicos para desenvolvimento, acompanhamento e demonstração dos resultados. Para isso, criamos um concurso aberto a todos os agricultores com interesse e entusiasmo para nos acompanhar!

Ciência Participativa?

Ao contrário daquilo que é geralmente pensado, a ciência não é só para a comunidade científica! As experiências científicas são tão mais ricas quanto a intervenção dos cidadãos e dos grupos-alvo direta ou indiretamente impactados pelos resultados das experiências.

Assim, o projeto LeguCon contará com a participação de 6 explorações agrícolas que serão os nossos pontos estratégicos para desenvolvimento, acompanhamento e demonstração dos resultados. Para isso, criamos um concurso aberto a todos os agricultores com interesse e entusiasmo para nos acompanhar!

Participações.

Obrigado!
O período de inscrição terminou.
Estejam atentos, anunciaremos aqui os resultados!

Regras do Concurso.

Serão selecionados 6 agricultores para colaborar neste projeto, denominados Agricultores-Participativos; a seleção será feita com base nas seguintes características preferenciais:

Atividade do agricultor-participativo.

  • Disponibilizar um mínimo de 1 ha de terreno para o cultivo de uma leguminosa;
  • Realizar a manutenção da cultura desde a plantação até à colheita;
  • Providenciar dados de estabelecimento das cultura, produtividade, custos de produção, rendimentos;
  • Disponibilidade para entrevistas e comunicação digital;
  • Comunicar os resultados e a sua experiência de colaboração com o projeto nas ações de formação e workshops.

Prémio.

Será atribuído um prémio de 2000 € aos agricultores-participativos, que corresponde aos custos de manutenção das culturas e compensação pelo valor de produção perdido nesse ano devido à mudança de cultura no(s) ha(s) cedido(s); recursos necessários para a instalação das culturas (nomeadamente, sementes, fertilizantes, fitofármacos, etc) ficarão também a cargo do projeto.

Disponibilizaremos aqui o formulário na abertura do concurso.

Inscreva-se:

    Modo de produção agrícola:

    Atividade principal da exploração agrícola:

    Costuma fazer consociação de culturas?

    Possui produção pecuária?

    Tem máquinas agrícolas próprias?

    Está disponível para colaborar com a equipa científica na recolha de dados científicos (densidade de sementeira, germinação, estabelecimento da cultura, dias de maturação, produtividade, qualidade do solo, necessidades de fertilização, tratamentos fitossanitários, presença de infestantes e outros dados)?

    Em conjunto com a Universidade Católica do Porto, está disponível para partilha e comunicação digital dos resultados, via redes sociais, entrevistas, vídeos e outros meios de comunicação?

    Está disponível para realizar ’dias de campo/dias-abertos’?

    Razão pela qual tenha interesse na Experiência Participativa:


    O período de inscrição no concurso termina no dia 28 de Fevereiro de 2021.